Notícias


Aparelhos auditivos a nova geração

17/03/2020

Beethoven (1770 - 1827) já estava praticamente surdo, quando começou a criar, aos 48 anos, sua obra mais famosa, a Nona Sinfonia. Se existissem aparelhos auditivos na Viena no século 19, o compositor que sofria de otosclerose, doença genética que compromete a estrutura interna do ouvido, teria conseguido trabalhar até o fim da vida.

Quase dois séculos depois, esses dispositivos eletrônicos prestam serviço a pessoas nas mais diversas faixas etárias e ocupações - de músicos a quem curte "apenas" ouvir um som. E, agora, dão um concerto de modernidade: estão cada vez menores e mais conectados, são à prova d'água e com baterias recarregáveis.

O futuro já começou nesse mercado, hoje encontramos aparelhos auditivos com tecnologia de última geração, que permite transmitir chamadas telefônicas, músicas e mensagens diretamente de seu smartphone para seus aparelhos auditivos.

Não bastasse, ainda permite ao usuário decidir o som que mais lhe interessa captar no ambiente e ajustar o volume do ruído ao seu redor.

Na trilha das inovações, temos aparelhos auditivos com sensores e inteligência artificial que permite monitoramento da saúde do usuário obtendo informações sobre frequência cardíaca e até mesmo enviem alertas para os contatos selecionados em caso de queda.

Os novos aparelhos auditivos apresentam tecnologia e recursos para combinar com vários estilos de vida. Agende sua consulta e desfrute das mais altas tecnologias com som muito natural.